qualidade extraordinária

decidi todavia quão errado era amar ou invejar os românticos
os seres mais equivocados deste mundo
os mais iludidos, os mais simplórios, os mais patetas

escória sentimental da vida
cravada no lado errado do coração

de costas voltadas para a razão
Artaud, já louco, foi fotografado sentado na cama
no frio glacial do asilo
vestindo um pijama de flanela ridículo
sob um pesado casaco de fazenda

em surdina, tentando não cair,
soletro-lhe todas interrogações do universo
e dito-lhe as minhas contradições

o que encontraste dentro do teu abismo?
finalmente abandonado à febre dos teus sonhos
quantas das tuas novas leis se afogam no teu caos?

sob a salvação da luz de mil sóis de bombas atómicas
os percevejos que se reproduzem na tua cama
geram gerações sem asas como as demais

e talvez os devores por desgosto ou desespero
enquanto o teu olhar percorre e atravessa
o passado, o presente e o futuro.

[ ~ 15 set. 2018 ~ ]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s