poema de amor e morte

não quero a tua morte
não quero um corpo
que apodrece
abraçado à dor

não decidas por mim
morro sim se me apetece

se me encurralar o corpo
se murchar o coração
não mais tiver para onde ir

morro sim se quiser
de excesso
de cansaço
de amor.

[ ~ 02 jun 2018 ~ ]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s