intérprete

a tua linguagem é a de um estrangeiro. um mapa entrecortado de gestos que não decifro. linhas que são fronteiras de um país distante. as histórias que contas têm a espessura da neve e quebram-me como o som cavo do gelo que se parte. falas-me de lobos e de fadas e de luzes que dançam no céu. mas existe algo que reconheço no movimento dos teus lábios. a voz humana não necessita de intérprete.

your language is that of a foreigner. a choppy map of gestures that I can not decipher. lines that are borders of a distant country. the stories that you tell have the thickness of the snow and break me like the hollow sound of the breaking ice. You speak to me of wolves and fairies and lights dancing in the sky. but there is something I recognize in the movement of your lips. the human voice needs no interpreter.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s